Oração para Santa Mônica

Celebrada no dia 27 de agosto, Santa Mônica é exemplo para as mulheres que vivem um casamento difícil e tem filhos rebeldes, mas jamais perdem a fé de que tudo irá melhorar um dia. Ela é a padroeira das esposas e dos filhos que necessitam de conversão. O próprio filho mais rebelde de Santa Mônica foi atingido pelo Espírito Santo depois de tantas incansáveis súplicas da mãe e se tornou Santo Agostinho. Ele diz sobre sua mãe que ela era uma mulher de fé viril, de assentada gravidade, de cristã piedade e materna caridade.

Oração

Ó querida Santa Mônica, que pela oração e lágrimas alcançastes do Senhor a conversão de vosso filho e marido, olha para o meu coração amargurado pelo comportamento de minha família.  Tantas preocupações foram causadas ao meu coração. Que tuas orações se juntem às minhas, para comover Deus a fim de que ele faça meu filho e esposo entrarem no bom caminho. Minha senhora, Santa Mônica, ajuda-me a fazer com que o Pai do Céu olhe para o meu caso com carinho. Amém.

História de súplicas de Santa Mônica

Oração para Santa Mônica

Imagem: Reprodução

Nascida em Tagaste, norte da África, no ano de 332, Mônica vivia em uma família cristã e foi educada nessa fé. A jovem teve o privilégio de estudar em escolas e foi dada em casamento para um cidadão de sua cidade, Patrício. Ele tinha boa linhagem, mas era rude e pagão, o que fez Mônica sofrer por bastante tempo. Ela passou anos do matrimonio suplicando aos santos para que lhe dessem forças para suportar o peso da cruz que carregava. Sua vida se resumia a súplicas, penitências e sacrifícios em prol da conversão do marido. Mônica fora finalmente presenteada por Deus com seus filhos, Agostinho, Navigio e Perpetua. Depois de tantas lágrimas e orações, Patrício fora finalmente convertido e batizado, mas acabou por falecer logo após esse evento. Não foi aí que a cruz de Mônica a deixou, pois seu filho mais velho, Agostinho, sempre fora motivo de preocupação por ser tão inconstante e de temperamento difícil. Quando o pai faleceu, Agostinho já estava com dezessete anos e com decisão saiu de casa para ir estudar o mundo, mas acabou caindo no caminho dos vícios e imoralidades.

Santa Mônica jamais deixou de se preocupar com seu filho pródigo. Ela intensificou as orações e súplicas, mas seu coração de mãe continuava sofrendo e derramando lágrimas de dor pelo seu amado filho. Agostinho foi para a Itália e lá em Milão foi condecorado com o cargo de professor oficial de retórica. Sua mãe continuava perturbada e decidiu ir ao seu encontro com o propósito de recuperar o filho. Mônica elevava, em lágrimas, suas preces à Virgem Maria, implorando pela intercessão da santíssima. Em um desses momentos, ela finalmente recebeu o conselho de Nossa Senhora para que ela usasse a Sagrada Correia, a de mesmo modelo da que a própria teria usado em Nazaré. Enquanto isso, em Milão, Agostinho já estava se convertendo e frequentando os magníficos sermões do Bispo Ambrósio. Quando ele veio a ser batizado, sua mãe o encontrou e pode ficar feliz com a novidade. Ela adoeceu e veio a falecer em 387 aos 55 anos.

Escrito por: Nayla Georgia

Categorias: SantosMais orações para: