Oração para Santa Luzia

Oração

A oração para santa Luzia é um clamor para que a nossa fé não seja abalada, mas sim conservada assim como nossos olhos que são as janelas de nossa alma, que deve estar sempre cheia do amor de Deus.

Ó Santa Luzia, que preferistes que vossos olhos fossem vazados e arrancados antes de renegar a sua fé e compuscar vossa alma; e Deus com um milagre extraordinário, vos devolveu dois olhos perfeitos para recompensar vossa virtude e vossa fé, e vos constituiu protetora contra as doenças dos olhos. Eu recorro a vós para que protejais minhas vistas e cureis a doença de meus olhos. Ó Santa Luzia conservai a luz dos meus olhos para que possa ver as belezas da criação, o brilho do sol, o colorido das florestas e o sorriso das crianças. Conservai também os olhos de minha alma, a fé, pela qual eu possa compreender seus ensinamentos, reconhecer o seu amor para comigo e nunca errar o caminho que me conduzirá onde vós Santa Luzia, vos encontrais, em companhia dos Anjos e Santos. Santa Luzia, protegei meus olhos e conservai minha fé.

Saiba mais

Oração para Santa Luzia

Imagem: Reprodução

Toda oração é feita com um propósito, seja para pedir bênçãos, para agradecer pelas mesmas recebidas, interceder pelos entes queridos ou para pedir livramentos de males e enfermidades. Na oração para santa Luzia não é diferente, ela pede a conservação do sentido da visão, dos olhos físicos e também dos olhos da alma para que se possa estar sempre no caminho de Cristo compreendendo seus ensinamentos e promessas. Contudo, para que possamos realizar a oração para esta santa devemos primeiro conhecer sua história, saber quem foi e pelo que passou.

Quem foi Santa Luzia?

Segundo relatos santa Luzia nasceu por volta do ano 280 d.C. na região de Siracusa. Seus pais eram nobres italianos e as dificuldades presentes em sua vida começaram a surgir desde cedo quando perdeu o pai, ainda muito pequena. Foi pela criação da mãe que santa Luzia conheceu a palavra de Deus e soube do seu amor por nós pecadores, fazendo então votos de castidade permanente. A mãe, no entanto, com o passar do tempo desenvolveu uma grave hemorragia e foi a pedido da filha visitar o túmulo de santa Ágata, uma santa muito venerada naquela época na cidade de Catânia, e que lhe era atribuído o milagre da cura.

Ao orar pela cura da mãe, santa Luzia foi agraciada com uma visão, dada por santa Ágata de que a mesma já se encontrava curada daquela enfermidade que lhe afligia. Gratas pelo milagre, mãe e filha doaram todos os seus pertences aos pobres na sua volta para a cidade. No entanto, um jovem rapaz, que mantinha compromisso com Luzia, vendo seu contrato de casamento desfeito e irritado por seus votos de castidade e pela sua dedicação à Cristo a denunciou às autoridades locais que perseguiam os cristãos e os castigavam.

Luzia, então, foi presa e condenada à morte por decapitação por espada por não abdicar a Cristo. Há ainda relatos de que a mesma teve os olhos arrancados e no dia seguinte os mesmos estavam ali, como se nunca tivessem sido tocados, por obra de um milagre. Outra história é de que soldados tentaram violentar a pobre Luzia, mas nem dez homens conseguiram tirá-la do chão, pois a mesma permanecia rígida.