Oração para Santa Inês

A jovem mártir Santa Inês viveu no início do século IV, foi uma das mais jovens admiradoras de Cristo a serem assassinadas pelos incrédulos e vítima de ferozes perseguições. Ela é a padroeira das virgens consagradas, dos noivos, dos jardineiros e das vítimas de violação. A santa é comemorada no dia 21 de janeiro pelos fiéis da Igreja Católica.

Oração para a santa

Ó querida Santa Inês. Tu que foste pura até os últimos dias na Terra, rogai por nós. Concede-nos um pouco de sua graça para que possamos, inspiradas em tua história, seguir a vida sem nos deixar abalar pela opinião alheia em nossas escolhas divinas. Pede ao teu e meu Senhor para que a vida aqui não seja tão cruel e para que eu tenha forças suficientes para não me deixar cair nas tentações do mal. Interceda, por favor, pela minha fé a ser aumentada, pela minha saúde e minha alegria. Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

História de Santa Inês

Oração para Santa Inês

Veja a bela história desta santa e aprenda uma linda oração. | Foto: Reprodução

Nascida em Roma, com descendência de nobres cristãos, Inês logo soube que queria se oferecer a Deus e manter sua pureza virginal, isso aos treze anos de idade. Ela tinha uma beleza inconfundível e encantadora, o que a fazia ser uma das mulheres mais cortejadas e disputadas pelos grandes pretendentes da cidade, inclusive o próprio filho do prefeito. Depois de ter recusado o jovem filho do prefeito, alegando que o seu casamento era com Jesus Cristo, Inês passou a ser perseguida como cristã e o magistrado imperial procurou maneiras de persuadir a jovem a negar Cristo. Ela jamais cedeu em sua fé e isso aumentou muito mais a ira do magistrado, que a mostrou instrumentos de tortura. A menina foi arrastada com brutalidade a um lugar repleto de imagens de deuses e intimaram-na a cultuá-los. Ela apenas levantou os olhos aos céus e faz o sinal da cruz, o que enfurece muito o magistrado. Tomando a decisão de encaminhar Inês a uma casa de pecado, o seu plano saiu pela culatra, pois ninguém ousou tocar na jovem, pois quem se aproximasse dela saia extasiado com o seu olhar. Completamente humilhado com suas derrotas, o magistrado do império ordenou que Inês fosse decapitada. A jovem seguiu para seu local de execução, inclinou a cabeça com a certeza de estar adorando o Senhor e foi golpeada à morte. Todos no lugar soluçaram de dor. O martírio da santa foi completado em 21 de janeiro de 304, data que marca o dia de celebração dos fiéis na atualidade.

Belo comentário de Santo Ambrósio sobre o assassinato da jovem Inês

“Em um corpo tão pequeno, havia lugar onde ferir? As meninas da sua idade não resistem ao olhar repreensivo dos pais e o cutucão de uma agulha as faz chorar. Inês, porém, oferece o corpo inteiro ao fio da espada que o carrasco vibra com todo o furor sobre ela.”