Oração para Santa Gemma Galgani

Gemma foi uma Santa Italiana, mística e devota fiel de Deus. Sua vida foi de muito sofrimento, entretanto, nunca deixou que isto abalasse a sua imensa fé. Presenciou milagres, carregava as chagas de Jesus Cristo em seu próprio corpo e vivia episódios que relembravam a paixão de Cristo. Apesar de toda dor, sentia paz de espírito por saber que estava cumprindo seu papel com Deus.

Oração

Santa Gemma Galgani, querida amiga e irmã principalmente dos que amam a Jesus, dedico-te tua própria história, consagrando-me a teus cuidados e proteção. Alcançai-nos de Deus que meditemos frequentemente com grande amor na Paixão e Morte de Jesus Cristo: que tenhamos enorme confiança na proteção de nossa Mãe Celestial e que ofereçamos todos nossos sofrimentos pela salvação das almas e conversão dos pecadores. Intercedei junto a Deus por mim e por todos os que me são caros, por aqueles que se encontram afastados da fé e por aqueles que tanto almejam a santidade. Ofereço em união aos teus sofrimentos os meus sofrimentos, para que perdoada(o) seja de minhas faltas e que no momento de minha morte encontre-me plenamente preparada(o) para viver a celestial vida que Deus me deseja por toda a eternidade. Louvo-A por tua vida santa, teus sofrimentos, tua beleza interior. Faz-me bela(o) como tu, Gemma Galgani, diante dos olhos santos de Nosso Senhor. Amém.

História de Santa Gemma Galgani

Oração para Santa Gemma Galgani

Imagem: Reprodução

Nasceu na cidade de Lucca no país da Itália, em 1878. Enfrentou uma tragédia muito cedo em sua vida, perdendo sua mãe aos oito anos de idade. Triste, porém sabiamente, ajoelhou-se diante de uma imagem da Virgem Maria e perguntou se a mesma não queria passar a ser sua mãe já que sua mãe biológica não estaria mais perto dela. Como já esperado, mediante tão humilde pedido, a Virgem aceitou prontamente e a guiou e auxiliou de todas as formas possíveis.

Seu pai, farmacêutico, foi acometido por uma forte tuberculose e veio a falecer. Assim, a garota se sentiu cada vez mais desprotegida. Entretanto, talvez com a ajuda de sua mãe Espiritual, Maria, Gemma foi acolhida por uma família muito católica que tinha amor e cuidado para com ela como se ela fosse filha do seio daquele lar. Pouco tempo depois,  adoeceu de forma arrebatadora e os médicos não encontravam diagnóstico preciso para a sua enfermidade. Como sua fé sempre foi imensa, rezou para São Gabriel e assim atingiu a cura com rapidez e de forma inexplicável. Devido a esta prova imensa do poder de Deus, que só intensificava sua devoção, decidiu tornar-se religiosa. Entretanto, a diretora da comunidade não a aceitou devido a sua saúde debilitada.

Assim, continuou sua vida. Embora ainda vivendo no mundo e deparando-se com tentações, preferiu permanecer em santidade, sempre alimentando sua alma com orações e amor à Jesus Cristo.

Em 1899, aconteceu algo milagroso na sua vida: Ao arrepender-se de todo e qualquer pecado, Jesus Cristo se materializou em frente a jovem ostentando suas cinco chagas. As chagas transformaram-se em fogo e tocavam a sua pele, transformando o local em uma chaga igualmente a de Cristo. Assim, ela passou a ter cinco chagas igualmente a do Santíssimo.

Gemma tinha o cuidado de esconder de forma cuidadosa as feridas usando luvas. Como milagre, aos seus 21 anos, todas as noites entre a quinta e a sexta-feira, apareciam-lhe as chagas acompanhadas de feridas iguais as da coroa de espinhos que Jesus tinha. Em seus ombros, podia sentir o peso da cruz.

Diversas doenças habitavam seu corpo: problemas nos ossos e vômitos seguidos de sangue. Gemma julgava estar pagando pela paixão de Cristo, pelos pecados da humanidade que Jesus carregou. Veio morrer aos 25 anos, pagando os seus pecados e os de muitos através de seu sofrimento.