Oração para Santa Edwiges

Era filha de Bertoldo IV da Morávia e de Inês de Rochlitz, um casal rico e nobre na Alemanha do século XII. Santa Edwiges nasceu no ano de 1174 em território alemão e levou uma boa vida cercada de luxo e riquezas, no entanto sempre viveu com humildade. Amava a Deus e ao próximo profundamente e era muitíssimo devota às questões da Igreja Católica.

Oração

Oh, querida Santa Edwiges, foste a ajuda dos desvalidos, o amparo dos pobres e o socorro daqueles endividados. Acredito que estás no Céu ao lado de Deus Pai todo poderoso. Por amor ao nosso Pai glorioso, me ajude a (faça o pedido). Dá-me também, oh mãe querida, a paz e as graças do Salvador. Rogai pelas almas imortais de nossos corpos, para que todas elas possam seguir o caminho certo para a felicidade no Espírito Santo. Amém.

História de Santa Edwiges

Oração para Santa Edwiges

Imagem: Reprodução

Aos 12 anos Edwiges se casou com Henrique I, príncipe da Silésia – atual Trzebnica, na Polônia – e com ele teve seis filhos, contudo dois chegaram a falecer precocemente. Na Polônia ela é conhecida pelo nome de Jadwiga Slaska, uma mulher de oração que vivia ligada intimamente com o Senhor, tanto que a Santa dedicou toda a sua vida na construção do Reino de Deus. De personalidade gentil e humilde, porém forte, ela exerceu fortes influências nas decisões políticas que o seu marido tinha de tomar, fazendo interferências somente na elaboração de leis mais justas para o povo. Ainda junto a Henrique, Edwiges construiu igrejas, mosteiros, escolas, conventos e hospitais. Totalmente ligada ao Cristianismo, ela seguia à risca os jejuns até mesmo fora do período de Quaresma, tanto que chegou a adoecer gravemente por isso. Com 32 anos de idade, fez votos de castidade e seu marido respeitou sua decisão. Quando ficou viúva, a Santa foi morar no Mosteiro de Trebnitz, que sua filha Gertrudes era superiora. Lá ela deu grandes passos rumo à santidade, ajudando os carentes, protegendo os endividados, amparando desamparados etc.

A padroeira dos pobres e endividados

Em um de seus trabalhos benevolentes, visitando um presídio, Edwiges descobriu que grande parte dos presos estava ali por não terem como pagar as dívidas. Decidida a fazer o bem, ela saldava as dívidas de muitos e lhes devolvia a liberdade, ainda procurando um emprego para estes prisioneiros. Assim, eles chegaram a recuperar suas dignidades, reuniam a família e poderiam ter felicidade novamente. Foi dessa forma que Edwiges foi canonizada pelo Papa Clemente IV no dia 26 de março de 1267. Em 15 de outubro do ano de 1243 a Santa veio a falecer e o dia seguinte ao aniversário de sua morte é comemorado o seu dia.