Oração para Nossa Senhora do Desterro

Nossa Senhora do Desterro (também vindo a ser conhecida como Nossa Senhora da Fuga) tem seu dia comemorado em 2 de abril. Padroeira dos exilados (dos viajantes), é venerada na Itália como “Madonna degli Emigrati” por tal motivo. Aqueles que rezam diariamente sua oração tendem a ter todos os males extintos de sua vida.

Oração

Nossa Senhora do Desterro, protegei-nos em nossa jornada, que sejamos dignos de obter êxitos em nossos negócios e viagens. Cubra-nos com seu manto sagrado de amor e mostre-nos o melhor caminho a tomar. Virgem que compreende a angústia dos exilados, dos afugentados e dos sem lar, adentres meu coração e ensina-me a ser tão bondoso quanto tu és.

Anima os doentes, enche de amor o coração dos impiedosos. Ensina-me a tratar os meus semelhantes com a mesma ternura que tu evocas, ó Santíssima mãe dos imigrantes. Guia meus passos, guia meu coração, guia meus pensamentos. Enche-me de paz e divindade. Assim te peço. Amém.

Mãe dos exilados, mãe dos viajantes

Oração para Nossa Senhora do Desterro

Imagem: Reprodução

Nossa Senhora do Desterro é mais uma nomenclatura católica dada à Virgem Maria Santíssima. Apareceu pela primeira vez (com tal título) no evangelho de São Mateus, quando Maria precisou se exilar da região do Egito juntamente com José e o menino Jesus. A própria palavra “Desterro” significa sair de sua própria terra. Permaneceram então quatro anos refugiados devido à perseguição do Rei Herodes, que caçava crianças de faixa etária próxima à de Jesus na época. Assim, vem a ser principal protetora daqueles que saem de seus países para trabalhar no exterior, dos sem pátria e daqueles que se refugiam em terras desconhecidas. Os que necessitam de auxílio na ajuda de novas amizades e emprego em terras estrangeiras recorrem à oração desta Santa. Seus devotos serão recompensados com as bênçãos de bons negócios e viagens, sendo livrados de mortes repentinas e tendo direito à confissão antes da hora de sua morte.

Maria, em sua face do Desterro, nos ensina a acolher irmãos sem olhar de onde vieram, sempre oferecendo conforto acolhedor e ajuda a qualquer um que necessite, sem distinção.

Devoção brasileira à Nossa Senhora do Desterro

A devoção brasileira desta santa iniciou-se em 1673 quando o fundador de Florianópolis, Francisco Dias Velho, trouxe à cidade de Desterro (hoje onde é situada Florianópolis) uma imagem da Santa para Ilha e ali construiu uma capela em homenagem a mesma. O Papa Pio X então, em visita à cidade, declarou Nossa Senhora do Desterro como sua Padroeira.

Em 1651, na cidade de Jundiaí – São Paulo, foi inaugurada uma capela também em homenagem a Nossa Senhora do Desterro. Esta inauguração marcou o reconhecimento da povoação de tal cidade. Até os dias de hoje, existem espalhadas diversas igrejas e capelas dedicadas à Mãe dos Imigrantes.