Oração para Nossa Senhora da Cabeça

Oração

Amada mãe, estou aqui prostrado diante de seus pés. Preenche-me de ternura, faz-me detestar qualquer tipo de pecado e expulsar de minha vida toda a amargura que venha a existir. Dai-me forças para seguir vivendo mediante a todas as dificuldades que venham a surgir no meu caminho. Que onde haja trevas eu possa preencher de luz com a sua piedade, ó Nossa Senhora. Não permitas que na minha cabeça existam dúvidas traiçoeiras ou males que dificultem a minha serenidade.  Que meu coração seja preenchido pelo Seu amor, pela Sua caridade e fidelidade divina. Pelo poder que a ti está investido através do seu filho de luz Jesus Cristo, vos peço que me auxilie em (preencha com seu pedido). Atenda minha oração, poderosa mãe, se assim eu for merecedor.

Nossa Senhora da Cabeça, rogai por nós.

História de Nossa Senhora da cabeça

Oração para Nossa Senhora da Cabeça

Imagem: Reprodução

A Devoção de origem espanhola, iniciada em Andaluzia (localizado no sul da Espanha), começou a partir de quando o pastor Juan de Rivas, participante de guerras que lhe fizeram perder membros e ser impedido de carregar armas, afastou-se da vida conturbada para a região de Serra Morena a fim de pastorear um rebanho que possuía em sua propriedade.  Na noite de 12 de agosto de 1227 Juan ouviu uma campainha e, aturdido, reparou num clarão que se formou na região do Monte da Cabeça. Num misto de admiração e surpresa, decidiu prontamente dirigir-se ao Monte e averiguar a situação. Ao chegar no local, notou que o som que ouvira da campainha saía de uma gruta, onde ainda permanecia a se espalhar raios e clarões. Curioso, ao adentrar na gruta deparou-se com a imagem de Nossa Senhora em meio a uma fogueira. A Virgem Maria disse a Juan que a vontade de Deus era que um templo fosse construído em Andújar e que o mesmo se dirigisse à região para repassar a mensagem divina.  Juan, devoto religioso, prometeu cumprir o pedido da Nossa Senhora, mas desde já afirmou que se preocupava com a possibilidade das pessoas não acreditarem na sua palavra. Imediatamente, a santa restituiu seu braço outrora perdido em guerras como forma de dá-lo uma prova concreta de sua existência.

Preenchido de alegria, Juan de Rivas seguiu para a cidade para anunciar a aparição da Virgem e proliferar seu pedido. A população ficou em polvorosa, se guiando até o monte para levar a imagem da Nossa Senhora, que transformou-se na padroeira da Vila. Variados milagres de Deus foram concretizados a partir da Nossa Senhora da Cabeça e os cidadãos se uniram à cidades vizinhas e conseguiram construir um templo no local referido à aparição da Santa naquela noite de Agosto. Viajantes passaram a pedir proteção da Santa, carregando consigo imagens da mesma durante sua peregrinação.

Origem de sua imagem e nome

Um fato curioso relacionado à seus milagres é aquele em que um homem condenado à morte por decapitação fez votos à Virgem afirmando que se fosse livrado de seu destino cruel, levaria uma cabeça de cera como presente à seu templo. No dia da condenação, quando o veredito iria ser cumprido, apareceu um mensageiro da corte lhe dando a graça dizendo que ele havia sido absolvido. Esta situação foi tão marcante que até hoje sua imagem é representada pela Nossa Senhora segurando uma cabeça com uma de suas mãos. Seu nome não tem absolutamente nada a ver com a parte do corpo humano. “Cabeça” foi incluído à seu nome devido ao seu primeiro local de aparição.