Oração para Nossa Senhora da Abadia

Este é mais um título da Virgem Maria que surgiu em Portugal, também conhecida como Nossa Senhora do Bouro (devido sua história ter se passado na abadia do Bouro). Iniciou-se no Mosteiro das Montanhas no ano de 883. Seu dia é comemorado em 15 de agosto.

Oração

Senhora dos Navegantes, Filha dileta de Deus Pai, Mãe de Jesus, nosso Salvador. Esposa do Espírito Santo, eis-me aqui diante de vossa Imagem, para consagrar-me inteiramente a vós.

Trago-vos, Senhora, minha vida, meu trabalho, os sofrimentos e as alegrias, as lutas e as esperanças, tudo que tenho e sou, para oferecer a vosso Filho, ó Maria. Peço vossa proteção para nunca abandonar a fé Católica sempre fiel a Jesus. Dai-me força para viver de verdade o amor fraterno e assumir minha responsabilidade de cristão no mundo. Ó Senhora da Abadia, aceitai-me como filho e guardai-me sob o vosso manto protetor.

Amém.

História de Nossa Senhora da Abadia

Oração para Nossa Senhora da Abadia

Conheça sua história e veja uma bela oração. | Imagem: Reprodução

Uma das histórias mais antigas do catolicismo, tudo ocorreu quando os mulçumanos invadiram Portugal, fazendo com que os monges escondessem a imagem com sua chegada a partir de uma fuga.

Muito tempo após este fato, no tempo do Conde D. Henrique (ano de 1100), um nobre converteu-se ao catolicismo e abandonou sua vida de luxo e riqueza, passando a morar com um ancião eremita na Ermida de São Miguel. Numa noite qualquer, os dois avistaram um clarão misterioso que vinha de um vale próximo a sua moradia. Na noite seguinte, o clarão retornou e os dois o enxergaram novamente. Aguardaram o amanhecer e, curiosos, decidiram averiguar de perto o que ocorria naquele vale. Se dirigiram até lá, para saber de onde vinha aquela luz tão forte e seu motivo. No vale, encontraram no lugar da luminosidade que avistavam a imagem de Nossa Senhora da Abadia escondida entre as pedras. Maravilhados, rezaram à Deus pela graça concedida com fervor. Os dois homens então decidiram se mudar para o vale onde encontraram a Santa e ergueram uma capela em sua homenagem.

Os boatos sobre Nossa Senhora da Abadia se espalharam e chegaram aos ouvidos do arcebispo de Braga, que dirigiu-se ao local e pode ver a pobreza e simplicidade que os dois eremitas viviam, ordenando então que fosse construída uma igreja monumentosa em pedra lavada. A igreja era enorme, passando a abrigar os dois homens que encontraram a Santa e a imagem. Com o tempo, outros eremitas também se mudaram para lá. Os milagres da Santa começaram então a surgir. Fiéis surgiram e, em devoção, se dirigiam à igreja para rezar, agradecer e pedir bênçãos à Santa. Comovido, D. Afonso Henriques fez uma grande doação para os eremitas que ali viviam, para manter a casa de Nossa Senhora e os seus mais leais servos.

O culto à Nossa Senhora da Abadia surgiu no Brasil trazida pelos próprios colonizadores portugueses, que divulgaram a Virgem por vários estados do Brasil. Hoje, muitas cidades brasileiras a tem como padroeira. No dia 15 de agosto são realizadas diversas procissões em sua homenagem.