Oração para Nossa Senhora Auxiliadora

A Virgem Maria possui várias invocações diferentes, Maria Auxiliadora vem a ser uma delas. A Santa é símbolo de maternidade e amor, lembrando-nos sempre do seu Santíssimo Filho Jesus Cristo. Embora não realize milagres, diversos são devotos da poderosa Virgem, que intercede por todos nós com o amor de Deus imenso que nos devota.

Oração à Nossa Senhora Auxiliadora

Santa Virgem de compaixão e denominada pelo Altíssimo Deus como Auxiliadora dos Cristãos que a ti servem, tenhas consciência de que vos escolhemos como proteção máxima desta casa. Olhai por nós diariamente, nos cobrindo com teu manto de coragem e amor. Nos torna dignos de teu perdão, derramando sobre nós bênçãos infinitas. Preservai esta casa de todo perigo: do incêndio, da inundação, do raio, das tempestades, dos ladrões, dos malfeitores, da guerra e de todas as outras calamidades que conheceis. Defende-nos, ó Santíssima mãe. Intercedei por nós junto à Teu amado Filho Jesus Cristo.  Fazes com que Teu Auxílio torne nosso caminho a ser de luz divina e constante. Não nos desampare, amada Nossa Senhora Auxiliadora. Rogai por nós, pecadores que somos.

Amém.

História

Oração para Nossa Senhora Auxiliadora

Imagem: Reprodução

Sua história iniciou-se ainda no século XVI. Em 1591 um imperador turco, de origem mulçumana, decidiu tomar as terras da Europa para si, travando uma batalha com os Europeus. Naquele momento, nenhum imperador do continente possuía uma armada defensiva ou forças para montar uma, então o Papa Pio V decidiu agir por conta própria e recolher homens para sua própria armada, evitando assim que os mulçumanos liderados pelo imperador Turco vencessem e escravizassem os Europeus, fazendo-os mudar forçadamente de religião. Invocou então auxílio da admirada Virgem Maria para obter êxitos no combate religioso.

E assim, a vitória aconteceu no mesmo ano! O Papa, em força de agradecimento a Santa que tanto os auxiliou em momento de necessidade,  fez questão de incluir nas ladainhas loretanas a invocação: Auxiliadora dos Cristãos.

Outro fato histórico que envolve a Santa foi de quando Napoleão Bonaparte, cheio de ganância e inveja sobre as terras Europeias realizava matanças sanguinárias a fim de dominar o território. Assim, o papa Pio VII excomungou Napoleão, que revolto com a atitude do mesmo, decidiu sequestra-lo como vingança. O Papa Pio VII foi mantido em cárcere privado, mas sempre cheio de fé fez uma promessa: Caso conseguisse se libertar da prisão que estava condenado injustamente na França, faria uma festa de coroação à Nossa Senhora Auxiliadora. Veio a ser liberto cinco anos após ser feito prisioneiro, juntamente com o declínio de Napoleão Bonaparte. Logo, a festa de Nossa Senhora Auxiliadora só veio a fazer parte do calendário católico em 24 de maio de 1816 quando o papa reassumiu os poderes dirigidos a ele de forma triunfante.

A santa, que tanto auxiliou os religiosos, faz parte da devoção religiosa de grande parte da população, tendo sua festa ainda a ser comemorada no dia 24 de maio, arrastando multidões neste dia. A Mãe Santíssima nunca desampara àqueles que por ela rogam e nela depositam sua fé. Em qualquer que seja a forma que ela se apresente, a Virgem permanecerá poderosa e cheia de compaixão para com a humanidade.