Oração de Nossa Senhora dos Navegantes

Oração

Ó Nossa Senhora dos Navegantes, Mãe de Deus criador do céu, da terra, dos rios, lagos e mares; protegei-me em todas as minhas viagens.

Que ventos, tempestades, borrascas, raios e ressacas, não perturbem a minha embarcação e que monstro nenhum, nem incidentes imprevistos causem alteração e atraso à minha viagem, nem me desviem da rota traçada.

Virgem Maria, Senhora dos Navegantes, minha vida é a travessia de um mar furioso. As tentações, os fracassos e as desilusões são ondas impetuosas que ameaçam afundar minha frágil embarcação no abismo do desânimo e do desespero.

Nossa Senhora dos Navegantes, nas horas de perigo eu penso em vós e o medo desaparece. Com a vossa proteção e a bênção de vosso Filho, a embarcação da minha vida há de ancorar segura e tranquila no porto da eternidade.

Nossa Senhora dos Navegantes, rogai por nós.

História da santa

Oração de Nossa Senhora dos Navegantes

Imagem: Reprodução

Maria, mãe de Jesus, ainda hoje é exaltada pela sua coragem e doçura. A Nossa Senhora dos Navegantes, um dos títulos dados a Maria Santíssima, leva milhares de pessoas às ruas de Porto Alegre anualmente, mostrando que as pessoas que têm fé na Nossa Senhora dos Navegantes não são apenas as que possuem embarcações.

Nossa Senhora dos Navegantes é conhecida pelo país por vários nomes, entre os mais difundidos encontramos: Nossa Senhora das Candeias, Nossa Senhora da Boa Viagem, Nossa Senhora da Boa Esperança e Nossa Senhora da Esperança.

Estudiosos afirmam que a primeira imagem da Santa chegou ao Brasil no início do século XV, trazida pelos portugueses, mais especificamente por Pedro Álvares Cabral, que trouxe a imagem à bordo e depois levou-a para a Índia, onde uma capela foi erguida em homenagem a santa.

Mas não foram apenas os portugueses que contribuíram para que a fé e a designação pela Nossa Senhora dos Navegantes se espalhasse pelo Brasil, os navegadores ingleses e espanhóis também se mostraram devotos da Santa. Era comum o apego a Santa por parte das pessoas que viajam pelo mar constantemente, e temiam as tempestades e os perigos das águas.

A devoção à Nossa Senhora dos Navegantes

No mundo – Afirma-se que foi na Idade Média que a devoção á Nossa Senhora dos Navegantes se iniciou. Durante travessias marítimas perigosas e durante as cruzadas os cristãos clamavam pela proteção da santa, que ficou conhecida por ser protetora dos navegantes e de todos os viajantes.

Em Portugal – Os portugueses também fazem a associação da proteção da Santa aos marinheiros e aos viajantes, mas lá a devoção é maior entre as pessoas que moram em comunidades onde a pesca é o principal sustento. Lá é no dia 15 de agosto que são realizadas homenagens e procissões para a Nossa Senhora dos Navegantes. São feitas até procissões pelo mar, pessoas em barcos pesqueiros e barcos comuns que vão para as águas pedir à santa proteção no mar e na vida.

No Brasil – Durante o período de colonização do Brasil a santa foi declarada padroeira da cidade de Porto Alegre, por isso todos os anos, sempre no dia 02 de fevereiro, é realizada uma procissão em homenagem a Nossa Senhora dos Navegantes. Na edição do ano de 2008 a procissão reuniu mais de 100 mil pessoas.

Em Pelotas, também no sul do Brasil, a santa também é lembrada todos os anos, com uma procissão que segue até o Porto de Pelotas e está esse ano em sua 82ª edição.